Ordem da Eterna Vigília

Ordem da Eterna Vigília

A Ordem Vigilante, como também é popularmente conhecida, é uma instituição militarizada, fundada sobre os ensinamentos de Heironeous, o deus do altruísmo, coragem e heroísmo.
A sua missão é ajudar os necessitados, defender os fracos, garantir justiça e enfrentar o Mal. Os asseclas da Ordem geralmente apresentam e apreciam as seguintes características: caridade, temperança, humildade, honra, sensatez e coragem.
Diferentemente de várias outras instituições religiosas que combatem o Mal, a Ordem não acredita que a linhagem ou raça determinem por completo a índole dos indivíduos do plano material. Para os filósofos da Ordem todos no plano material têm a chance de se redimir e buscar um novo destino. Esta mentalidade frequentemente coloca a Ordem da Eterna Vigília em atrito ideológico com outras Ordens menos complacentes. O que todas as ordens do Bem parecem concordar, é que o Mal extra-planar deve ser combatido com fervor. Este sim, determinístico e incapaz de redenção. Além disso, a Ordem Vigilante é uma ferrenha caçadora de mortos vivos e de criaturas mágicas que de alguma forma afrontem as leis naturais.

O símbolo da Ordem é um olho trespassado pelo raio dourado de Heironeous.

O Sentinela

Sentinela é o posto de comandante maior da Ordem da Eterna Vigília. Ele é o paladino mais valoroso e que melhor representa os ideais de Heironeous. Ele comandará a Ordem até que morra, ou até que outro paladino mais valoroso surja.
Atualmente a Ordem é comandada por sua 11ª Sentinela, uma paladina chamada Ada Currí. Ela ganhou notoriedade por seu heroísmo durante as Guerras Gélidas, onde derrotou diversos asseclas de Hextor e enfrentou um dragão branco sozinha. Além disso, anos depois ela coordenou uma caçada épica a um conclave de vampiros que operava por todo o continente de xxx

Ada_Curri.jpg

Ordem da Eterna Vigília

Sangue e Honra douglasbaiense